Tratamentos Capilares

Há diversas causas de queda de cabelos e uma das mais comuns é a alopecia androgenética (calvície). Um dos seus primeiros sinais é o afinamento e redução da quantidade dos fios e visualização do couro cabeludo.

Outras causas são stress, dietas alimentares, infecções, pós-parto e outros pós-operatórios, anemia, doenças da tireoide e outras alterações hormonais.

Após avaliação clínica e laboratorial das diversas causas da queda de cabelo, indica-se o tratamento mais adequado. Temos obtido resultados muito bons com a associação da fotobioestimulação (aparelhos que melhoram a microcirculação do couro cabeludo) e intradermoterapia (aplicação de um conjunto de substâncias para diminuir a queda e recuperar folículos que já se encontram em processo de atrofia) e/ou microagulhamento.

capilar

Fotobioestimulação

A fotobioestimulação significa tratamento com laser de baixa intensidade, o qual penetra no local aplicado, atingindo as células e estimulando seu metabolismo. Assim, ocorre um melhor aproveitamento dos nutrientes, a eliminação de toxinas, aceleração da divisão celular, crescimento epitelial com melhor cicatrização, aumento de síntese proteica, redução de inflamação, e a estimulação do crescimento dos pelos.

A terapia de queda dos cabelos com LED, geralmente, é indolor e não invasiva, sem qualquer tipo de efeito colateral. Fazendo o procedimento de forma correta, o paciente pode adquirir cabelos mais grossos, com mais volume, mais brilho e mais saudáveis.

Fotobioestimulacao

Intradermoterapia

Intradermoterapia significa aplicação na derme ou sub-cutâneo de medicamentos.

A intradermoterapia capilar associa o uso de antiandrogênicos tópicos e minoxidil, com excelentes resultados.

A  vantagem do uso bem indicado da intradermoterapia capilar se deve à ação farmacológica dos medicamentos utilizados, associada ao efeito estimulante das picadas da agulha. A gota injetada exerce ação mecânica que estimula a vasodilatação reflexa. Pela via intradérmica os medicamentos não têm o risco de serem metabolizados antes de chegarem ao local de ação, como pelas vias oral ou parenteral. A distribuição do medicamento é mais efetiva e é local,  desta forma o risco de efeitos colaterais é praticamente nulo.

Associamos o uso de fatores de crescimento a substâncias consagradas como a finasterida, minoxidil, Pantenol, biotina, silício orgânico, N acetil Cisteina, aminoácidos, vitaminas e sais minerais objetivando acelerar a fase anágena ( crescimento dos cabelos) e diminuir a fase telógena ( queda dos cabelos). A duração no tempo da fase anágena determina o comprimento final dos cabelos. A alopecia está associada a um encurtamento do período anágeno do ciclo piloso, com conseqüente aumento do período telógeno. A mistura utilizada varia conforme as necessidades individuais, sexo e doença a ser tratada.

intradermoterapia

Microagulhamento

Como funciona?

* Ao ferir a pele através de milhares de microperfurações, a mesma reage com o intuito de regenerar-se. Como ocorre extravasamento de sangue em nível dérmico (que pode ser visível na superfície da pele) ocorre a ativação do sistema plaquetário para que ocorra coagulação e parada do sangramento. As plaquetas recrutadas para o local liberam fatores de crescimento que, por sua vez, estimulam os queratinócitos e fibroblastos e, consequentemente, o crescimento capilar.

* Além disso, o microagulhamento é capaz de induzir a super-expressão de genes que gerarão substâncias e/ou mediadores relacionados com o crescimento do cabelo, como o fator de crescimento do endotélio vascular (VEGF), B-catenina, Wnt3 e Wnt10.

Além disso tudo, também aproveitamos os microcanais perfurados para aplicar substâncias ( o que chamamos de DRUG DELIVERY ) consagradas para estimular o crescimento dos fios.

microagulhamento

Dermatoscopia Capilar

Técnica de exame visual não invasiva, utilizada para avaliação de pintas ou para detecção do câncer de pele, que teve sua utilização ampliada para auxiliar também no diagnóstico de doenças capilares. A tricodermatoscopia, uma análise microscópica do couro cabeludo, dos cabelos e da dinâmica de crescimento dos fios sem a necessidade de remoção do cabelo, oferece muitas vantagens aos pacientes.

dermatoscopia